sexta-feira, 31 de julho de 2009

Loilololoiloloiloloiloiroro Pam pa



Esse vídeo, na minha opnião, é a melhor apresentação já feita. Como o vídeo foi me mostrado pelo Ariel, a uns 3 anos, créditos a ele.

P.S. Questionamentos sobre o título, não são bem vindos!

quinta-feira, 30 de julho de 2009

A verdade sobre o nome Pink Floyd

A verdade sobre o nome é que um dia tomaram o tal do Guaraná Jesus, e ficaram muito louco. E essa sensação eles tentam passar em suas músicas.



Valeu Ademar!

terça-feira, 28 de julho de 2009

Cara de um, Fucinho do Outro



Título/idéia do post, copiadas do Ricardo.

Decepção

Eu acredito nisso, em boa parte dos contextos. Nomes realmente chamativos e diferentes, na maioria dos casos traz um bom conteúdo. Nos vários contextos das artes, mas o foco desse post é nomes de banda. Reflito sobre isso a muito tempo.
Um dia ouvi falar numa banda chamada '30 Seconds to Mars', e fiquei mó empolgadão pensando que era uma banda boa. Cara, o dia que vi foi a maior decepção. É uma banda de emo!(com isso, não preciso explicar mais nada)

Outras Decepções, pelo nome:
Animal Libertation Orchestra - Vi no orkut de uma amiga minha, já imaginando a maravilha de banda! Sinceramente, ela não é tão ruim, é um lance meio Jack Johnson. O problema é que não vinga o nome!

Jonas Brothers - Esse caso até é mais decepcionante que o do '30 Seconds to Mars'. Eu vi o nome no saite da terra, várias vezes. Ela estava bombando, mas eu não conhecia. Vi o Brothers no nome, jurei que era uma banda de country![pausa, para risos]

Exemplos de nomes bons, de bom conteúdo:
Eletric Light Orchestra
The Mars Volta
Movéis Coloniais de Acaju
Graforréia Xilarmônica
Os Mulheres negras
Pac-man e os fantasmas monocromáticos(risos)

Decepção com joguinhos onlaine!

Cara, se tem uma coisa que me da raiva nesses joguinhos onlaine, é que tu nunca é dos melhores jogadores! E muitas vezes, fico puto da vida, pois fiz tudo direitinho, e ganhei menos pontos que outros.
Já presenciei isso várias vezes, mas a mais recente foi jogando Tower Defense.

Minha Pontuação:


E olha, que joguei até o final, com vida!
Classificação:


Tem cara que chegou na mesma situação que eu, e consegui muito mais. Fora o sexto colocado que chegou só até o level 35, e tem mais pontos.
O que me contenta é ouvir as sábias palavras do Little Richard!

Dexter, é querido.

Com toda a certeza, a série Dexter, na minha opnião, é a melhor. História foda, atuação fantástica, se mantém bem em todas as temporadas, sem deslises e clima latino de miami. O comentário é bem grosseiro, pois o motivo do post é outro.
A chamada da série é muito boa: 'O Serial Killer favorito da américa'. Dou risada toda vez que vejo ele. É pelo grau de ser contraditório. Não estou dizendo que seriais killers não são amados, mas eles representam 'o mau'. E o mau, não é bem visto pela sociedae. Sim, eu entendo que todo mundo é tipo o Ariel, e torceu pro baixo astral, no filme da Xuxa. Mas vocês entenderam.
O que acho mais engraçado ainda, é uma chamada parecida que tem aqui na firma onde eu trabalho.

Que rato não se apaixona por ele?

Eu juro que não uso mais drogas!



cara, é gosto desse filme por ser tosco; mas quando vi ele no blog do Assunto Interno, admito que fiquei pensando. 'Eu ajudei a fazer isso? Caralho, eu vou parar de usar drogas!'

Saudações ao Dedo e o Tobi, por terem colocado no Youtubiu

O que o Juicer Phillips Walita não consegue cortar?



Óbvio!

Dica do Dedinho

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Não é eu, não.

Uma coisa que nunca entendi direito são os fakes do orkut. Tem aqueles zoados de seres famosos, que são legaizinhos. Mas tem gente que faz perfils falsos pra conversar com outras pessoas, que geralmente também são fakes. Admito que tenho um segundo profile, com um pseudonimo, mas a minha idéia é só para poder me comunicar com meus melhores amigos enquanto estou no blog, já que as contas não são as mesmas.Nesses últimos dias, aprendi muito sobe essa trupie, com minha priminha de Joinville.
Entrei no meu quarto e fui pegar algumas coisas perto do computador, e ela começou a gritar: 'sai daqui, isso é pessoal..'. Não esquentei, pois minha intenção era pegar minhas coisas e não vigiá-la. A irmã dela me disse: 'Ela só ta agindo assim, por que tem vergonha, pois é um fake'. Caralho, achei que esse lance de fake coisa de cara pedófilo. Tá, não fiquei tão surpreso assim, mas foi nessa hora que realmente me questionei do porque da criação de fakes.
Nesses últimos dias fui tirado minhas dúvidas, a respeito disso. Nada demais, até a hora que pensei: 'e as fotos? de onde ela pegou?'. Pedi para ela, trazendo minha maior surpresa. EXISTEM COMUNIDADES DE DOAÇÃO DE FOTOS PARA FAKES. Puta que pariú, cara. É muito sem noção. Descobri que ainda tem: Bate-papos, comunidades entre um monte de outras tosqueiras, para fakes

Quanta inutilidade.

Logo da minha banda

O título explica tudo.

Versão normal, preta:


Versão branca:


Arte e créditos ao Marcelo Engster

Paz mundial

Sim, é um assunto clichê, mas o foco não é o assunto, e sim um projeto.
Tempos atrás, estava assistino do Mtv Sap, onde o tema dos clipes era 'Povão'. Passou vários clipes legais, como: Praise You do Fat Boy Slim, Short Skirt/Long Jacket do Cake e mais dois. Um desses, eu não lembro qual era e o outro é um que realmente chamou minha atenção, Stand By Me, na versão do Playing for Change.



Na tradução, 'tocando por mudança', é um projeto que busca alcançar a tão sonhada paz mundial. Projeto começou com 'O engenheiro de som Mark Johnson andava numa estação de metrô nova-iorquina, a caminho do trabalho, quando viu - e ouviu - a cena. Eram dois monges vestindo túnicas brancas, um deles tocando violão com cordas de nylon, e o outro cantando. Quando olhou em volta, viu cerca de 200 pessoas atentas, algumas chorando, outras rindo. Agora, dez anos depois, Johnson lança o CD/DVD "Playing for Change: Songs around the world" (Universal) - o projeto, que une músicos de rua de diversos lugares do mundo, é fruto de uma ideia que nasceu naquela estação, perante aqueles monges.'
Depois disso saiu gravando dezenas de músicos, principalmente de rua, para concluir esse incrivel projeto. Houve um sentido de união mundial, mostrando caracteristicas de cada músico no seu diferente meio. 'Eles podem não ter se encontrado nunca, mas conversaram pela música', afirma Johnson.

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Diego tá graudo!

Lendo o blog do meu parceiro Diego, o Homo Pensantis, não pude deixar de reparar quem está seguindo seu blog.

Maísa prepara cd de rock!

Notícia

Cada coisa que nós vemos hoje em dia!

Sim, eu já sei que é o Sean Connery!



Pra que colocar 5 vezes 'Sean Connery'?

Mudando os sentidos


No post passado já citei essa música, mas nesse as pretenções são diferentes.


A música eu conheci na versão do Creedence, porém odiava essa música. Parecia repetitiva e não gostava desses blues tão puxados na época. Ano passado meu amigo Ariel, me mandou esse vídeo pelo orkut. Fiquei com receio, por não gostar da música. Acabei abrindo o vídeo, me surpreendendo primeiramente com a figura. Negão, vestido estranhamente, com um cajado, aquele 'piercing' no nariz, gritando e jogando aquelas fumaças e fogos. Deu até um pouco de medo, mas é como o Ariel me disse: 'o que da mais medo é o cabelo do saxofonista'. É verdade!
Com todo aquela fantasia, o Screaming Jay Hawkins, ficou parecendo os esteréotipos de bruxo africano. Ao menos é o qu me veio a cabeça. Sendo um bruxo, a música parece que está no clima certo. Fora a brilhante interpretação, que fazem o título de 'Screaming' se tornar mais verdadeiro. Creio que eu entendi o que se passava na música realmente, passando a gostar dela e das outras versões que eu ouvi dela.

Ele realmente colocou um feitiço em mim. Depois disso eu mudei!
(me senti no show da fé, agora)

terça-feira, 21 de julho de 2009

Fantasmas tem bom gosto musical

Uma das séries que assisti tudo, até onde tem episódios disponíveis, é Supernatural. Série que já teve 4 temporadas e já botou no fogo a quinta. Eu como fã desse tipo de assunto, gamei na série por vários motivos. História legal, várias lendas folclóricas, tem umas referências e tiradas sobre o mundo 'pop' que os cerca. Também tem episódios exepcionais, apesar de não contarem tanto a história principal. Mulheres muito boas, tirando algumas que representam assobrãções e afins.
A série tem uma trilha sonora fodástica, principalmente pra quem curte um rock and roll clássico. Bandas como Creedence, Asia, Ac/Dc, Led Zeppelin, Kansas entre outras diversas, estão presente no decorrer dos episódios.
O que achei engraçado, e bom, é que tem uns episódios onde os seres Sobrenaturais escutam essas músicas. Tá certo que é só um seriado, mas depois disso reflito: 'fantasmas devem ter bons gostos musicais'.

Alguns exemplos da série:
1ª Temporada - Episódio 22 - Devil's Trap - Num instante do episódio um demônio que possui um camioneiro, joga o caminhão contra o carro dos personagens principais. Ao descer, ouve-se ao fundo, no rádio do caminhão, 'I see the bad moon arising...'. Sim, por trás tem a referência de vejo algo ruim nascendo, que fica mais claro se você assite a série.

2ªTemporada - Episódio 16 - Road Kill - Nele, há um fazendeiro que assombra um trecho de uma estrada em determinada época do ano. Quando se entra nesse trecho, começa a tocar House of a Rising Sun da banda The Animals. Apesar da música falar sobre um puteiro, você pode interpretar a letra sobre uma casa, como a do fazendeiro.(ele tem uma casa no meio do mato)

3ª Temporada - Episódio 09 - Malleus Maleficarum - Em uma cidade, bruxas matam algumas pessoas da cidade, e os irmãos vão investigar. Quando uma delas desconfia de tudo, tenta colocar armadilhas para eles. Quando eles vão se vingar, o rádio se liga e a 'doce' voz de Screaming Jay Hawkins, cantando 'I Put a Spell on You'. Referência as bruxas.

Estórias

Marcos Henrique diz:
eu acho que te contei da estória da menininha emo que vi na rua
Marcos Henrique diz:
cara, que bitel
Ariel Engster diz:
"pitel"
Ariel Engster diz:
acho que não
Marcos Henrique diz:
eu tava trabalhando, dae na volta da GTA(GUIA DE TRANSPORTE ANIMAL)
Marcos Henrique diz:
vi a menina
Marcos Henrique diz:
devia ter por volta de uns 15, 16 anos
Marcos Henrique diz:
caralho, uma das minas mais lindas que vi na vida
Marcos Henrique diz:
e o mais foda é a mini-saia, pois tinha um 'smile'
Marcos Henrique diz:
na bunda
Marcos Henrique diz:
eu olhava pra ele; e ele me dizia: 'i want you; i want you so bad'
Marcos Henrique diz:
que diria, um 'smile' que gosta dos beatles, me perguntei

Beatles se metendo em altas confusões



Beatles é foda demais, apavorando até nos desenhos.

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Falcatrua do Sr. Orkut

Na grande ocupação das horas livres do serviço, fui dar um 'upgraide' no perfil do orkut. Nunca mexi muito na parte do perfil onde diz: 'pessoal'. Fui lá e pensei, vou esculhambar com isso, afinal creio que ninguem leia aquilo. Eu, ao menos, não leio. Bom em todos os casos, nessa inutilidade total, coloquei 75 cm na altura. Nesse momento que veio a surpresa. A minha altura não é valida!
Fiquei revoltado, pois tinha a certeza que o menor homem do mundo era mais baixo que isto. Só precisei achar uma reportagem e 'printei' as imagens, que seguem abaixo.

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Afinal pode ou não?


Achei essa publicidade no orkut, tempos atrás e fiquei na instiga. Pois bem me lembro, comunidades e saite foram fechados por exibir conteúdos de download gratuito de músicas, graças ao projeto Azevedo. E depois disso, uma publicidade da Dell faz apologia a isso. Eis a questão.