sexta-feira, 21 de maio de 2010

Sobre tartarugas, dinossauros e o osso de galinha.

    Bom, estive com uma virose, então fiquei meio afastado de tudo. Nisso, um médico solicitou que tirasse um raio-x lá no hospital. Estava, esperando meu avô me buscar na volta, quando me deparei com o campo de futebol que há na frente do hospital. Lembro-me que lá acontecia os jogos de sexta, das pessoas da igreja Maranata e chegados dos mesmos, que alguns eram tios meus. Dae, toda sexta eu e meus primos iamos junto, pois envolta do campo, havia um belo bosque onde brincavamos, porém o mais legal que tinha duas tartarugas por lá. Aquilo era diversão, ficar procurando as tartarugas. Eram tartarugas grandes, uma lembrava um boneco de tartaruga pré-histórica que eu tinha.
    Minha infância era muito voltada pra dinossauros. Também, nasci na época que a sensação era o Jurassik Park. Aquilo me marcou, queria ser paleontologo a todo custo, como o papel do Sam Neill. Não era o único, meu primo mais velho também. Ele era o chefe das nossas excursões e por isso ficava com o pincel pra limpar os ossos.
    Certo dia, estava nós no domingo de rotina, fazendo excursões que lá tava um parente nosso, que é tido como referência em ser um grande sábio de história. E nós lá cavando e procurando possíveis ossos de dinossauros. Achamos vários, pequenos simples. Não comemoravamos, apenas coletavamos os ossos. Dae um tio meu falou, deixa esse tio aqui ver os ossos. Ele olhou todos e falou: "esses são de galinha, mas esse aqui é de Dinossauro, com toda a certeza"."Vocês podem ficar famosos e talvez ricos, se ali onde acharam esse tiver mais; pode ser que ali seja um sitio arquiológico", prosseguiu. Cara, nunca fiquei tão feliz na minha vida. Eu e meus primos, que na época tinhamos de idade: meu primo mais velho com 10, o segundo com 9, eu com 8 e o mais novo com 6. Nos botamos a cavar mais. Mas a grande real, que era apenas um osso de galinha.

Nenhum comentário: