segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Não faço nada, mas nas horas vagas crio sindromes

    Que eu sou um completo vadio, acho que todo mundo já sabe. Porém, o fato curioso sobre mim, é que sou viciado em criar síndromes. É, na verdade, tenho uma pira de categorizar as coisas e sou viciado em criar nome pras coisas. Se você já viu o nome das Síndromes, verá que elas não tem nomes legais, geralmente. Então numa união de poderes que me foram concedidos pelo castelo de Grayskull, crio elas.
     Essa pira vem desde que ouvi falar da síndrome do sotaque estrangeiro. Achei engraçado o nome, soa trasheira assim como a "doença". Bom, o que acontece: O cara acorda certo dia falando em um sotaque de uma língua qualquer, que ele pode até não ter aprendido uma palavra dela, e fica assim. É como o Ricardo diria "é o tipo de doença que eu gostaria de ter". Eu acho que ele falou isso. Se não, superei o mestre!
    As síndromes que eu crio, não são lá muito empolgantes. Tem nomes diferentes, mas que também não são o bicho. Eu quis postar uma enfim, que merecia um post só pra ela. É uma boa síndrome. Enfim, vai-lá:


Síndrome de Amélie Poulain: Das poucas síndromes que lembro, pois muitas saem espontâneamente(ou bebendo) e não lembro. Enfim, essa é a mais bonita. Eu acho, ao menos. Todo mundo sofre dele. Talvez, seja um complexo de Amélie poulain, quem sabe.
Em uma das mais lindas cenas audiovisuais que já vi, o narrador fala: "Essa é Amélie Poulain, (apresenta coisas sobre ela) ... e se sente bem colocando a mão dentro de sacos de ração". Pronto. Lindo. Soa maluquisse, mas todo mundo tem essas peculiaridades. Eu sou fã de comer fandangos, não pelo gosto, mas ele dá uma sensação inesplicável nas gengivas. Ou tomar coca na pia (explico no próximo post). Todas são maluquisses particulares, a maioria não aceita ou não admite tê-las em público, por medo de ser zoado. Eu acho bacana pra caralho e engraçado, quando me contam suas piras.
Estado mental do paciente que sofre da síndrome: Normal


Algumas outras síndromes:

Síndrome Jimmy Page: É insuportável, ficar perto de pessoas que a sofrem. Quase todos os guitarristas sofrem dela. É a chatisse de ficar horas e horas solando, achando que tá sendo foda e que tá abalando. NÃO, VOCÊ NÃO ESTÁ ABALANDO! Na verdade, tem caras como o Éctor que piram nisso, o que demonstram sofrerem de distúrbios mentais.
Estado mental do paciente que sofre da síndrome: Chato, muito chato.


Síndrome do Éctor: Pagar pau pra pessoas que sofrem da síndrome do Jimmy Page.
Estado mental do paciente que sofre da síndrome: Grave.


Síndrome da intercepção de chamada: Isso me deixa louco. Sempre que to ligando pra alguém e o tá chamando e vejo alguém pegando o telefone pra atender ou outro telefone tocando, não sei porque, eu acho que alguém errei o número e to ligando pra essa pessoa. É muita demência minha, eu sei, mas é o que eu sinto.




Se lembrar de mais alguma.
Aquele abraço e cuidem com o papai noel no milho










Um comentário:

locodeespecial disse...

Melhor nome de síndrome: http://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%ADndrome_de_Mayer-Rokitansky-Kuster-Hauser