quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Nuvens Godzilla

    Deitar em um gramado, olhar para o céu. Definitivamente, há poucas coisas pra mim que superam isso. Ah, claro, por mais que não tenha muita conversa, estar acompanhado de alguém, pra não ficar um clima muito solitário. 
    Não importa, se é de noite para ver estrelas ou de dia para nuvens, é uma sensação fantástica. Talvez, seja meu teleporte sem sair do lugar, junto com uma calmaria profunda. Toda a serenidade do luar; Toda nostalgia das nuvens.
    Aqui começa meu problema. Eu tenho uma sindrome que toda vez que olho pra nuvens de um modo, ou de outro, eu vejo um godzilla. Parece piada, como quase tudo na minha vida, mas é verdade. Eles geralmente não são tão visíveis como esse abaixo, mas eu 


   Na verdade, não é exatamente o Godzilla. Mas são sempre dinossauros, dragões e semelhantes. Mas a vez que eu reparei era um Godzilla e muitas vezes se aproxima disso.consigo vê-los entre as saídas de luz.


Um comentário:

acissej disse...

Acho que é incontestável a sensação de epifania que a gente sente ao estar deitado olhando para o céu. Nunca vi dragões, embora toda vida tenha me divertido tentando encontrar nas siluetas brancas das nuvens cousas do quotidiano.

Essa tua ligação com reptéis nipônicos deve estar ligada a algum trauma da infância - Freud explica, ou não.

Legal teu blog, mother folker.